Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TRUJILLO, Peru (Reuters) - O papa Francisco cumprimentou seguidores nas ruas de Buenos Aires - mas não em seu país Natal, Argentina.

Ao invés disso, ele visitou um bairro pobre no norte do Peru que divide o nome com a capital Argentina.

Depois de celebrar uma missa para 200 mil pessoas ao lado do Pacífico, Francisco embarcou em seu papamóvel e alcançou residentes do bairro de 75 anos, que foi devastado ano passado por enchentes causadas pelo fenômeno climático El Niño.

Vestido com as cores do Vaticano de branco e amarelo, alguns dos 30 mil moradores da área costeira ainda devastada gritaram saudações a Francisco a partir de telhados de lares semi-reconstruídos e correram atrás dele em ruas ainda sem asfalto.

O primeiro papa da América Latina ainda não voltou para a Argentina como pontífice apesar de visitar grande parte da região desde sua eleição há quase cinco anos. O Vaticano não disse o porquê.

Seu ato de evitar a Argentina é incomum: o papa João Paulo II frequentava a Polônia e o papa Benedito XVI começou seu papado em sua terra natal, Alemanha.

Moradores da Buenos Aires do Peru esperam que a visita do papa estimule as autoridades locais a apressarem os trabalhos de reconstrução na área.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters